Povo de Fibra

Posted on sexta-feira, 25 de março de 2011 by Ewerton Fintelman | 1 comentários
Marcadores: , ,

Durante toda a minha estadia no Estado do Amazonas no ano passado, algo que muito me impressionava era a sua gente. Gente humilde que encontrou sua paz, gente que quer ser feliz simplesmente. Amazonense que bate no peito e diz "eu sou filho dessa terra" com muito orgulho. Acima de tudo, um povo que baseia sua vida na simplicidade "rica em paz interior".

Enquanto isso em pleno sudeste, referência nacional em globalização, um ser diz que "não sabe nem se existe civilização no Amazonas" e que "queria fazer um show no meio do mato". O pior: o show "no meio do mato" é marcado, acreditem se quiser, para o dia 1 de abril de 2011.

Dias depois uma reação em cadeia nas redes sociais, protestos, notas de repúdios e como resultado prova de que o Amazonas não só existia como se mostrara vivo e fiel a sua terra. Por fim o show foi cancelado. O motivo? Medo. Medo do que poderia acontecer com esse ser repugnante que tachou o Amazonas como "mato". E ainda tem gente dizendo que foi por medo de selvagens que ameaçaram o ditocujo. Ora, falas mal de minha terra e esperas mesmo que eu vá ser simpático e amigável com tu? Não. Selvagem é falar muito sobre o que não se sabe.

Hoje eu reafirmo meu orgulho em ter muitos amigos amazonenses. Porque amam o lugar que nasceram, sua cultura, seus costumes e acima de tudo: aprenderam o significado da palavra respeito, coisa que o sulista mal informado não sabe o que é. O Amazonas venceu, mostrou que seu povo é forte e que pra pisar nesse solo sagrado é necessário entender o que é a Amazônia e sua gente.

Um comentário:

Norma disse...

Excelente seu post "Povo de Fibra". O Amazonas dá uma lição nesse meninos que, apesar de serem da geração internet, não souberam aproveitar bem esse recurso a seu favor. É indadimissível que eles, enquanto componentes de banda musical, que produz CDs e vivem e dependem da venda desse produto, nunca tenham se dado ao trabalho de olhar atrás de seu CD e verificar que eles foram produzidos na Zona Franca de Manaus. Isso, por si só, já seria um indicativo de que além de ter civilização aqui, também temos tecnologia de ponta. Será que eles não sabem onde são produzidos as TVs de LCD,uma série de eletro-eletrônicos, Celulares, Motos, etc..? Se, antes deles escolherem os locais onde pretendem se apresentar, fizessem uma consulta básica num site bem popular (wikipédia) poderiam evitar estar expondo suas fraquezas e ou deficiências não só ao país inteiro, mas ao mundo, ou eles também desconhecem o poder das redes sociais? Nós vivemos no "mato", mas convivemos com tudo isso. E viva nós!!!!!!

Postar um comentário